Na Prática a Teoria é Outra Rotating Header Image

Hermenauta

Pois é, o melhor blog do Brasil hibernou. A aiaiai conseguiu tirar do cara a informação de que é porque ele vai ter filho, de modo que as notícias são, de fato, excelentes. Criança é a melhor coisa que existe.

Mas, na mesma semana em que o Alto Volta acabou, não deixa de dar um certo desânimo. A blogosfera é uma rede e um debate, e sempre cai o nível quando os melhores nós saem.

Concordo com o Sergio Leo, que disse uma vez que o Hermenauta era o único blog brasileiro comparável aos grandes lá de fora. Em vários momentos, doutrinou completamente a grande imprensa: na verdade, eu fiquei alguns meses, durante o final da última revisão da tese, me informando exclusivamente lendo o Hermenauta. Antes de eu ter Google Reader, ele e o Torre de Marfim eram os únicos blogs que eu ia checar todo dia, em geral, mais de uma vez.

Uma das coisas que eu já vi gente que não concorda com o Hermenauta em nada admitir é que o cara aprendeu a utilizar a linguagem de blog muito mais rápido do que os outros. Algumas coisas básicas que os novos blogueiros podem aprender lendo o arquivo do cara: alternar posts longos e curtos, leves e densos, de política conjuntural e de coisas mais distanciadas; como inserir imagens e vídeos pertinentes ao assunto (muitas vezes, colocando legendas engraçadas); e, algo que eu, por exemplo, não sei fazer direito, começar discussões com outros blogs brasileiros. Tudo bem que o Marginal Revolution e o Andrew Sullivan são feras, mas só vai haver blogosfera brasileira se houver discussão brasileira.

A verdade é que boa parte da blogosfera política brasileira ainda não pegou bem a manha do jeito que os gringos pegaram. Os jornalistas ainda escrevem artigos, os acadêmicos ainda escrevem posts muito longos. Melhorou bastante nos últimos tempos, mas ainda não amadureceu. Assim como o David, do Alto Volta, sabe usar imagens muito melhor que a gente, o Hermenauta sabe montar o texto bem melhor do que a gente.

Muita gente reclamava do Hermenauta ficar o tempo todo criticando o Reinaldo Azevedo. Pessoalmente, acho que ele deve ter enchido o saco disso. Mas alguém tem que fazer, galera. O Krugman é muito melhor que os supply side guys, mas, se ele disser, ah, não, só discuto com quem também tem Nobel, os supply side ganham a eleição. É até sacanagem comparar a Sarah Palin com o Andrew Sullivan, mas o Sullivan sabe que, se ninguém for atrás, a dona ganha controle do arsenal nuclear.

Eu não fico discutindo o Reinaldo Azevedo porque não tenho QI suficiente para perder dez pontos cada vez que leio uma de suas colunas e continuar sendo capaz de lembrar que cor do sinal de trânsito quer dizer o que. Mas vamos ter que bolar um revezamento, agora.

E aproveito para esclarecer um negócio: em certos círculos, o Hermenauta ficou com fama de radical de esquerda por criticar os “anaeróbios”. Polêmicas à parte, me parece que o cara era um “liberal” americano: um cara de centro-esquerda bem centrista, a favor do laicismo, que acabou ficando meio chocado com a predominância da galera do Olavo no começo da blogosfera brasileira. É o tipo de cara que o PSDB recrutaria se o PSDB ainda tivesse alguma identidade social-democrata, ou, enfim, se servisse para alguma coisa. Vários dos meus amigos têm esse mesmo perfil.

A blogosfera política brasileira ainda é pouco densa para gerar as oportunidades profissionais que a equivalente gringa gera. Não é questão de ser ProBlogger (nada contra, tampouco), mas os blogueiros gringos de destaque vendem cem vezes mais livros do que venderiam sem blog (Tyler Cowen), passam a ser atores políticos de peso (Daily Kos), e têm imensas oportunidades de networking. Isso tudo existe no Brasil, mas ainda em proporção muito menor. Enquanto for assim, a tendência é os blogueiros entrarem e saírem da blogosfera periodicamente, revezando com outras obrigações profissionais e familiares.

Enfim, eu às vezes acho engraçado pensar que eu não sei o nome do Hermenauta, nem nunca vi esse cara. Tenho a impressão de que tive mais discussões inteligentes com ele do que com boa parte das pessoas que eu conheci pessoalmente (e olha que eu conheço gente inteligente). A maior homenagem que eu vi fazerem a um blogueiro foi um colega meu que apostou que o Hermenauta era várias pessoas, ninguém ia conseguir escrever tanto sobre tantas coisas diferentes. Tem cara de ser um sujeito muito fera, para quem certamente devem aparecer oportunidades interessantes toda hora.

Por isso, seja lá quem você for, chefia, obrigado por tudo e boa sorte!

PS: quando o (a) garoto (a) crescer, pode deixar que já está registrado.

PSTU: Matamoros, se for acabar com a Torre, espera uns meses. Se eu ficar só fazendo despedida de blog, ninguém mais vai ler isso aqui.

PSTUdoB: ando meio com medo de isso tudo ser uma “rapture” de bons blogueiros, e de eu ter ficado para trás. Puta Merda.

UPDATE: último comentário lá n’O Hermenauta, abaixo do fold.

“Prezados,

Agradeço de novo todas as manifestações de carinho. A partir de agora fecho os comentários deste post. Mas deixo aqui uma coisa que vi hoje lá no Crooked Timber _ a explicação que o Bill Watterson deu para ter encerrado as atividades de “Calvin e Haroldo” (mantidas as devidas proporções, antes que me chamem de megalomaníaco). A razão principal para a parada é realmente a que expus no post, é claro, mas não vou jurar que isso aí também não me passa pela cabeça:

Bill Watterson, in his first interview in 15 or so years, on stopping:

Readers became friends with your characters, so understandably, they grieved—and are still grieving—when the strip ended. What would you like to tell them?

This isn’t as hard to understand as people try to make it. By the end of 10 years, I’d said pretty much everything I had come there to say. It’s always better to leave the party early. If I had rolled along with the strip’s popularity and repeated myself for another five, 10 or 20 years, the people now “grieving” for “Calvin and Hobbes” would be wishing me dead and cursing newspapers for running tedious, ancient strips like mine instead of acquiring fresher, livelier talent. And I’d be agreeing with them.

I think some of the reason “Calvin and Hobbes” still finds an audience today is because I chose not to run the wheels off it.

I’ve never regretted stopping when I did.

Até a vista!”

Be Sociable, Share!

104 Comments

  1. fps3000 says:

    Não ficou não, colega.

    O que acontece é que novas gerações devem tocar o barco, com mais ou menos capacidade do que as outras, e serem os "novos profetas" quando os demais pendurarem as chuteiras – e alguns chegam a ser maiores do que outros, tal e qual Eliseu em relação a Elias, biblicamente falando.

    E você é um dos caras, e continua sendo.

  2. Alba says:

    Beleza de homenagem e bem merecida! E salve o Hermezinho, ou hermezinha!

    :-)

  3. OPC says:

    Que post legal!!!!! Grande homenagem ao hermenauta!

  4. 1.000.000 « says:

    […] quanto a isso aqui, só posso dizer que Kate Lyra estava mesmo certa: brasileiro é tão bonzinho…   […]

  5. @fscosta says:

    Caras,

    Só alguns detalhes:

    1 – Ele já tinha soltado que a previsão dele era fechar o blog qdo chegasse aos 10?

    2 – Depois soltou que planejava faz tempo ter filhos. Acho que um se somou ao outro.

    3 – Sobre o RA, se procurar nos arquivos tem um post que ele afirma que acreditava que uma das formas de vencer o pior da direita conservadora é matar as ideias (que, se sobreviverem, vao ser propagadas pela midia) no nascedouro. Como a Signourey Weaver fazia com os bixanos na trilogia Alien (ia por o link, mas o WP.com tá um lixo). Acho que a ação do RA no PNDH-3 é exemplar. Esse é o meu medo. RA pautando a mídia no ano de eleição, e a gente sem o Idelber e agora, sem o Hermê (se tu fechar o buteco, ai eu mudo pra Islândia…).

    4 – Mas acho, que o fator preponderante é que como ele batia na direita anaerobica, muita gente passou a considera-lo esquerdista, ou apoiador do Lula, ou partidario da Dilma, etc. Tinha comentarista que falava “a gente” qdo o assunto se tratava das eleições. Suspeito que ele não estava gostando nada disso. Se vc for olhar o blog do LN virou isso, um ponto de encontro dos eleitores da Dilma. Eu não tenho nada contra, mas duvido que a intenção inicial era essa. O Nassif, até tentou lutar contra isso e acho que desistiu. É a maldição da pauta única.

    Enfim, ele juntou isso, e aproveitou a desculpa pra cair fora. Mas é só a impressão de um leitor assíduo. E o pior, foi “embora” devendo um churrascão com chopp.

    Vou te falar viu…

  6. Outra partida de partir o coração…

  7. Hermenauta says:

    Grande NPTO!

    Rapaz…”O melhor blog do Brasil”! Você quase me convenceu.

    Mas aí eu me lembrei que meu post mais popular chama-se “Leila Lopes e o Pornô”, e acordei. :)

    Valeu, mestre! A bola agora tá contigo! :)

  8. He will be Bach says:

    A maior homenagem que eu vi fazerem a um blogueiro foi um colega meu que apostou que o Hermenauta era várias pessoas, ninguém ia conseguir escrever tanto sobre tantas coisas diferentes.

    Isso é um dos elogios mais animais que se pode fazer. É exatamente o que muita vez se diz do grande Guilherme – já ouviram falar dele? O cara era tão bom que, até hoje, 400 e tantos anos depois de sua morte, pululam teorias dizendo que o ele era outra pessoa (Marlowe, por exemplo), ou que na verdade o Guilherme eram muitas pessoas porque ninguém pode ter sido tão genial.

    Ou seja, Hermenauta rlz. :)

    PS: “Hermenauta Jr.” foi seeeensaaaacionaaaaal. ROTFL!

  9. […] Agora foi a vez do Hermenauta, parece que temporariamente e por um bom motivo, como explica o NPTO. […]

  10. Luiz says:

    Celso,

    Tive a honra de conhecer o cara, em um papo regado a gelosas e um churrasquinho de carneiro, aqui na terrinha.
    Ele é tudo o que você disse e um bocado mais, garanto.
    Fará uma falta daquelas…

    E o boteco do Hermenauta Jr. pode (e deve) ser bem utilizado, você não acha?

  11. Ricardo Horta says:

    2010 sem o Idelber Avelar e sem O Hermeneuta será foda. Você será um dos poucos bastiões respeitáveis contra o avanço dos direitosos na blogosfera, NPTO! Força e não desanime!

  12. Japajato says:

    Ainda estou rindo daquele "PUTAQUEOPARIUFIQUEIPRATRASCOMESSEMAOISTAFILHODAPUT" :-)

    mas criar o blog do Hermenauta Jr foi o melhor.

  13. aiaiai says:

    eu tava pensando sobre o fim(?) do hermenauta e me dei conta de que foi lá que eu fiquei sabendo da existência do olavo de carvalho e do tio rei…kkkkk Eu, uma sem veja de longa data, nunca tinha imaginado que existia aquilo. o máximo que eu conhecia de anaerobico era o mainard
    mas foi no hermê também que conheci mestre flamenguista NPTO e fscosta (este numa briga besta) que atualmente leio sempre.

    Então, tá passado o bastão, cês faz favor de continuar a obra de desmantelamento da direita. E aguentem os trolls à direita e à esquerda…(o tiago maoista já tá aqui, né? kkkkkkkkkk)

  14. Tio "O" says:

    “Eu não fico discutindo o Reinaldo Azevedo porque não tenho QI suficiente para perder dez pontos cada vez que leio uma de suas colunas e continuar sendo capaz de lembrar que cor do sinal de trânsito quer dizer o que.”

    Não sei se é juventude demais de você e do Hermenauta, mas o Reinaldo Azevedo é um verdadeiro ativo nacional. Eu discordo dele em muitas dimensões (não entende de economia, é socialmente conservador etc.), mas concordo em outras tantas. Ninguém sai mais burro depois de ler o blog dele, o que não podemos dizer da maioria dos blogs oficialistas.

  15. Catatau says:

    Creio que o Hermenauta é o melhor do Brasil por dois motivos: Primeiramente, como vc bem disse, o Hermê "dissolve" sua autoria e se diverte muito com isso, conseguindo ao mesmo tempo não criar cultos ao cara por trás do blog, e emular vários "estilos" autorais.

    O segundo motivo é a rapidez e profundidade com que o cara posta, ao mesmo tempo trabalhando e vivendo a vida. Como ele consegue isso?

  16. Tio "O" says:

    Ei o Rei não tem de burro nada. E ele esteve certo sobre o bolivarianismo muito antes que muita gente que se acha “esperta” e moderna. Esteve certo tbem sobre o PT ter se transformado no monstrengo estatista, pro-plutocracia e corrupto que se tornou. E absolutamente certo sobre o DNA autoritario da esquerda brasileira que admira o maior ditador (ainda) vivo das Americas.

  17. Uma pena mesmo, o hermenauta sem dúvida era um dos poucos blogs que funcionavam como fonte de informação e formador de opinião. Além de ser muito divertido.
    É uma pena que tanta gente boa tenha abandonado a blogosfera recentemente,. Pelo menos tem vc, o politikaetc. Mas eu tb acho difícil encontrar alguém que tinha essa pegada de blogueiro mesmo.

  18. Kbção says:

    Será que vocês tiveram o prazer de conhecer o Hermenauta em sua primeira encarnação? Eu tive e posso-lhes contar: o SMART era mesmo um típico "liberal" ianque, arquétipo de socialdemocrata, apesar de sua chata obssessão com os Wunderbloggers. Com a chegada d'O Messias ao poder, o cara acompanhou a radicalização dos debates na blogosfera, talvez porque nos primórdios esta era ocupada basicamente pelos radicais "anaeróbicos", causando uma reativa criação de blogs radicais da esquerda "aeróbica" – que tem a cabeça cheia de vento. O chupacabrismo do hermenauta em relação a'O Carola dá bem a medida da guinada sofrida com a reencarnação. No mais, parabéns ao Hermenauta. Também fui pai recentemente e sei a prazeirosa trabalheira que dá. Espero, sinceramente, que na terceira encarnação ele volte como o Smart velho de guerra, centrista até a medula e, acreditem!, crítico equânime dos radicais de ambos os lados.

  19. Hannah Lise says:

    Acerca do exagero retórico do RA e sua ambição de pautar as discussões políticas no BR, pois não é que o ômi tá pautando até os juízes? Segue um link interessante acerca da questão:

    http://www.amb.com.br/?secao=mostranoticia&mat_id=20114

    Atenção: o burro do RA foi o primeiro jornalista (paranóico, o cabra…) a alertar sobre os perigos totalitários entrelinhados no PNDH-III; foi um dos primeiros a alertar sobre a sanha ditatorial do chavismo e de como esse “sistema” se utiliza de mecanismos pretensamente democráticos para fazer sucumbir a democracia; foi um dos primeiros a ler a constituição hondurenha (sendo teratológica ou não)e alertar quanto ao fato de que o “golpe” em Honduras tinha mais um jeitão de contra-golpe e também de afirmar que a ilegalidade em todo o processo – se houve – referiu-se à ação dos militares em expulsar do país o presidente deposto.
    Não é à toa que tem uma cambada de idiotas – tão burros quanto o RA – que lêem o cara e acreditam naquilo que ele fala… o tempo teima em dar razão aos arrazoados dele.

  20. NPTO says:

    Hannah, eu não acho que ele tenha razão quanto ao PNH, mesmo ele sendo discutível, e, quanto a Honduras, ele não só estava redondamente enganado (como toda a direita brasileira), como garanto que ele teria apoiado qualquer repressão que o Michelletti tivesse conseguido implementar, se o Obama (que o RA chamava de "Baback Obama" na mesma época em que perguntava, "onde estão os homens brancos?") não tivesse mandado os golpistas se contentarem com ganhar de pouco. Quanto ao Chávez, há críticos muito melhores e que escreviam antes do RA. Original o RA só foi quando apoiou Severino Cavalcanti (isso ele foi o primeiro mesmo, pode checar), essas coisas.

    Acreditem em mim, estou fazendo um favor a vocês: Reinaldo Azevedo é uma mula. Não é que ele pense mal, ele mal pensa. Leiam o Ali Kamel, o Pondé, mesmo o Olavo com os filtros necessários, mas o RA eu garanto que é burro. Ele também é mal-intencionado, mas em alguém burro demais para realizar o que quer que seja, isso é meio que uma qualidade.

    Vou repetir, a coisa mais certa jamais escrita nesse blog é: Reinaldo Azevedo é uma mula, um sujeito tentando se enturmar em festa de intelectual tucano contando piada de peido.

  21. NPTO says:

    Vou fazer outro post sobre Honduras em breve. Quanto à minha reputação, enfim, já a sacrifiquei por coisas muito menos nobres do que o que está em causa aqui – a saber, algo que sei com absoluta certeza: Reinaldo Azevedo é desprovido da capacidade de realizar as mais elementares operações mentais.

    Faz pouco tempo, ele disse que, quando Lula disse que queria tirar o povo da merda, OBVIAMENTE queria dizer que, se o povo não votasse em Lula, seria um povo de merda.

    Não é o caso de dizer que há uma falha na estrutura lógica, pois isso seria como dizer que emperrou o motor do peido. Peido não é estruturado o suficiente para ter motor, tal como enunciados do RA são pré-lógicos. Acreditem em mim, daqui a algum tempo, quando vocês perceberem a mula que é o RA, vão me agradecer pelo alerta. Me comprometo a apagar comentários comprometedores a favor dele de quem quiser.

  22. fredk says:

    NPTO, escape da armadilha de ficar discutindo RA.

    Esse é ano eleitoral e o absurdo deverá ser como nunca antes na história desse país. Deal with it e faça sua parte mantendo o nível do debate nessa blogosfera pra lá de ignorante.

    p.s: o RA, assim como Mainardi e Olavo, deve mesmo é torcer pela vitória da Dilma, pois, caso contrário, terá findado a época bizarra em que essas figuras tiveram alguma relevância no debate no país.

  23. João Paulo Rodrigues says:

    Para quem se interessar por um constitucionalista adventício sobre Hondura, remeto a comentário meu no blog do Pedro Dória (http://pedrodoria.com.br/2009/06/30/sobre-hondura… comentário 111) em que acho que deixo claro como não há suporte na Constituição daquele país para a retirada de Zelaya. Resumindo muit, pelo simples fato de que a Constituição não diz quem deve se encarregar de um processo de impeachment, ao mesmo tempo em que assegura o amplo direito de defesa a acusados em processos legais, o que, obviamente, Zelaya não teve. Daí ser na sua própria base, uma deposição ilegal e, portanto, um golpe.

  24. João Paulo Rodrigues says:

    Resumindo muito, pelo simples fato de que a Constituição não diz quem deve se encarregar de um processo de impeachment, ao mesmo tempo em que assegura o amplo direito de defesa a acusados em processos legais, o que, obviamente, Zelaya não teve o que houve foi um, um golpe. O fato de contar com a anuência de Congresso, MP, Dallari e Biblioteca do Congresso não muda isso.

  25. Gaius Baltar says:

    Frank,
    Gostei bastante da sua análise do “caso” RA. De fato, ele já produziu textos interessantes, principalmente sobre temas culturais.
    Atualmente, quando vejo, é sempre aquele velho “rame-rame” que dá asco, essa relação abjeta com os seus seguidores, que o tratam como um oráculo e chamam de “tio rei”. Realmente, patético. Acho que ele está incorporando o personagem e adotando uma linha “FoxNews” (sem aquelas loiras gostosonas), Glenn Beck, Bill O’Reilly, ocupando os espaços vazios da direita nacional.
    Concordo também com sua opinião sobre o Alon. Acho que ele é um dos melhores colunistas políticos do país, tem produzido análises ótimas, sempre tem algo interessante a dizer.
    Por outro lado, quando se trata de falar da União Soviética, estranhamente, parece que ele fica possuído pelo espírito do camarada Zhdanov (se ele fosse fraquinho diria camarada Tiago).

  26. Filipe Calvario says:

    http://www.marloweshakespeare.org/
    O programa incluiu a vírgula.

  27. Celso, fique tranquilo que o Torre de Marfim não vai acabar :). Nem eu nem o Arranhaponte temos esse projeto. A questão é que eu não sei dizer quando eu voltarei a postar. Eu ensaio um texto, mas não sai nada. Estou num mood anti-blogs – não me refiro a blogs como o seu, claro. Essa coisa de ter que gritar que você está certo e desqualificar a opinião adversária – o reinaldo-azevedismo, por assim dizer – tem me causado nojinho. Isso passa, acredito. A onda Bartleby dos blogs não vai me pegar
    Um abraço,
    Marcos

  28. […] aviação, da religião à área militar, das novas tecnologias ao cinema. Não foi por acaso que suspeitaram que o Hermenauta não era apenas um, mas vários blogueiros que assinavam o mesmo […]

  29. […] fiquei lendo o ex-blog do Hermenauta. Aí reli, pela enésima vez, o post de despedida dele, o post do Celso e aí vi que, lá nos comentários, ele escreveu: “E aqui não tem tanto troll, não, não […]

  30. […] Se você tiver alguma ideia do que fazer nesses casos, talvez valha a pena dar uma lida nesse post do NTPO sobre o Hermenauta, e ver o item 4, sobre o Reinaldo […]

  31. Bom post e grande homenagem.

Leave a Reply

Your email address will not be published.